17/12/2008

Uma prosa proveitosa


Ontem, outra tarde chuvosa em Sampa!
Fui me encontrar com uma figura, o meu
Xará Eric Meireles, cheguei lá no prédio
que ele mora todo molhado...rsrs,
ai fomos para uma padaria conversar e comer.
O tema POESIA, entre outras coisas interessantes...
Nossa foi muito boa a conversa, consegui entender
muito claramente cada palavra dita por ele,
pude perceber a importância que a Confraria
na vida dele e o tanto de energia que ele põe nela,
isso me fascinou, me senti mais atraído em participar
de uma antologia e mais interessado em participar
em todas as coisas que estão ao redor do livro!
Depois de um tempo conheci uma poetisa que
participou da segunda antologia, o livro da foto acima,
ela é Rosa Panerari, curti muito os poemas dela.
Após a chegada da Rosa a conversa tomou outro rumo,
eu estava já como ouvinte quando era eu e ele, mas
quando ela chegou fiquei um pouco mais calado e isso
é positivo, absorvi muita coisa do que eles falaram,
mas dei meus pitacos também...rs!
Por volta de umas 21hs10 decidimos ir embora,
eu precisava pegar meu livro na casa do Eric, então
fomos lá, um apartamento simples e bastante agradável,
lá estava a companheira do Eric muito simpática, ficamos
pouco tempo, ele autografou meu livro e saímos, eles
me deixaram na frente do metrô e foram embora!
Nossa foi muito boa a conversa de ontem a noite,
curti bastante de verdade, agora é só esperar entrar
um novo ano para começar a trabalhar nessa idéia
do livro e de todas atividades que envolvem a Confraria...
Acho que é isso...
Só ficar no aguarde...

5 comentários:

Marina disse...

Nossa pen que bom!! sucesso com seus poemas heim!! beijos ... torcendo por vc viu!!
da eterna amiga Má

Luciano disse...

Eric sem dar pitecos não é Eric :D

Luciano disse...

Cara, abandonei minha antiga casa, e lá deixei as panelas velhas, agora estou morando num crepusculo imaginário:

http://crepusculoimaginario.blogspot.com/

Camila Caringe disse...

Um grande professor uma vez ensinou-me que um aniversário é só um marco ritualístico ao qual cabe a fixação da passagem entre um ano e outro do seu tempo pessoal.
Você agora é mais crescido. Hoje é, supostamente, mais homem que ontem.
Mas de nada servirá mais dias sem mais experiências. Sei não ser esse seu caso, acordado que és e, mais do que isso, desperto para o que há de relevante.
E, sinceramente, querido, sinto orgulho de você.
Aproveite esse aniversário para crescer ainda mais.
E não se esqueça de contar comigo para o que precisar durante essa trajetória linda.
Muy amigo. Mora no meu coração.

Bjo bjo bjo!

Vivian disse...

Primeiro, parabéns pelo niver! Espero que ele seja o início de muitas boas novidades, como esta - a antologia. Cara, publicar seus poemas num livro deve ser genial. Eu sempre quis estar em um livro. Agora, só vão faltar duas coisas na sua vida: plantar uma árvore (se é que vc já não tenha feito isso), e ter um pequeno Eric. Mas isso tem tempo.
Te adoro muito, amigo. Apesar das minhas brincaderas, vc sabe o quanto curto esse menino-poeta.
beijo grande e passa no Cool Bride, oras! (www.coolbride.blogspot.com).
besos!